top of page

HISTÓRIA

Sala de estar grande

No dia 18 de outubro de 1989, reuniu-se na residência do Professor Dr. Antônio Márcio Junqueira Lisboa, no Lago Sul, um grupo de quatro médicos - os Drs. João da Cruz Carvalho, Ítalo Nardeli, Laércio Valença e Francisco Pinheiro Rocha - com o intuito de fundar a Academia de Medicina de Brasília. O anteprojeto do anfitrião, após ter sido apresentado e discutido, foi aprovado por unanimidade pelos presentes, transformando-se na 1ª Ata da Academia de Medicina de Brasília (AMeB).

Alguns dias depois, em oito de novembro e no mesmo local, foram convidados para também fazer parte da recem fundada Academia os Drs. Wilson Eliseu Sesana, Tito Andrade Figuerôa, Hélcio Luiz Miziara, Manoel Ximenes Netto, Pedro Luiz Tauil, Rosely Cerqueira de Oliveira, Sérgio da Cunha Camões e Elias Tavares de Araújo. Nesta data foi eleita a primeira Diretoria da Academia de Medicina de Brasilia. Duas décadas depois, já sob a presidência do Acad. José Leite Saraiva e amparada pela Lei Nº 4.182, de 21 de julho de 2008, a AMeB foi declarada entidade de Utilidade Pública.

Por ocasião das comemorações de seu 20º aniversário, comemorado em outubro de 2009, já havia sido assinado o contrato de locação estabelecendo a sede da AMeB nas dependências do Sindicato dos Médicos do Distrito Federal (SindMed DF), bem como sido restabelecida a normalidade numérica da ocupação de suas Cadeiras.  Naquela oportunidade a Academia de Medicina de Brasilia lançou, na presença de diversas autoridades, sua Bandeira, Medalha e Distintivo, além do 1º volume de seus Anais. Naquele ano foi realizado o 1º edital de concurso público à admissão de membros titulares. Com situação fiscal regularizada e obrigações trabalhistas em dia, o equilíbrio financeiro da instituição foi alcançado com a implantação de cobranças por meio de boleto bancário, o que permitiu um fluxo de caixa mais adequado às necessidades da Academia.

No ano de 2010, sob o patrocínio da AMeB, foi realizado em Brasilia o XIII Conclave da Federação Brasileira de Academias de Medicina – FBAM, cujo tema foi A Inovação e Produção em Saúde: Uma Contribuição da Ciência e da Tecnologia. Através da FBAM, foi assinado nesse mesmo ano, convênio com o Conselho Federal de Medicina e realizado novo concurso público para a admissão de Acadêmicos Titulares.

 A Presidência e a Diretoria Executiva da Academia de Medicina de Brasilia têm prestigiado, desde 2008, os diversos congressos e encontros das entidades nacionais congêneres, atividade que se intensificou a partir de 2011. Alguns membros da atual gestão também pertencem à Diretoria Executiva da Federação Brasileira de Academias de Medicina (FBAM) e têm representado seus interesses nos diversos foros médicos nacionais, ao lado do Conselho Federal de Medicina (CFM), Federação Nacional dos Médicos (FENAM) e Associação Médica Brasileira (AMB). Com a realização de mais um concurso público para preenchimento das vagas surgidas com a passagem de vários membros titulares para a condição de eméritos, a Academia de Medicina de Brasilia chegou ao ano de 2012 com cerca de metade de seu quadro renovada.

Apesar das naturais dificuldades encontradas, a Academia de Medicina de Brasilia tem procurado alcançar com dedicação, responsabilidade, isenção, coerência e ética - ao longo desses mais de trinta anos de existência - seu objetivo de se transformar numa entidade que reflita a grandeza e o respeito que todos nós confreiras e confrades lhe desejamos.

bottom of page